quarta-feira, novembro 23

Enluarado

a lua
nua e crua
envolta de lumes
mansidões
a lua
repleta em suma
senhora das razões
contudo
a lua fulgura
em intrépitos
turbilhões
a lua
a lua
a lua
miragem
clamor
amplidão
de certo
a lua aguda
visão dos amores do mar
a lua flutua
em asas
exatas
quisera eu voar
culminar
na lua
esta nua e crua
exalar seus mistérios
a lua
alerta
escuta:
quer em ti
lhe emancipar
curar
lavrar
a lua
quiçá te inclua
perpétua
possua
seu clarear
a lua
apruma
brilho
que nunca se apagará...



// pra encerrar em grande estilo


ANESTÉSICOS

Gratidão, clamor, admiração mútua e muito obrigado a quem acompanha este blog faz tanto tempo. A partir de então, inicio um projeto que já viemos mirabolando por meses, senão anos, e nesta QUINTA estréia a página Anestésicos no facebook. Escreverei junto ao poeta, escritor, médico e amigo de longa data Paulo Castro. Tá aqui o link: https://www.facebook.com/anestesicos/

Nos vemos por lá!
Beijos, abraços grandões e inspirações impíricas todos os dias...
#Good