quinta-feira, novembro 15

Prece

Para Lolló , e para Você e os seus olhos de mar

vislumbres de um novo céu, talvez um pouco menos denso, coisas do verão que chega arrebatando corpos, tempestuoso, monumental, clareando os pensamentos que vagavam moribundos, dando espaço pro azul romper barreiras, celestial azul a encantar olhares, alaranjando as tardes frescas, algumas brisas teimam em bailar rente aos olhos, folhas que voam lépidas, pétalas lúdicas feito o som de um piano, pétalas e piano, flor que supõe-se música, música de se olhar, olhos que se cantam melodias, ouvidas pelo peito ofegante de amor, é tanto sentir que impera no tempo que o azul ganha novas nuances, o crepúsculo nos traz aquarelas, eu vejo os pincéis e as pinturas, e o seu rosto e as pinturas, e a sua boca e as pinturas, e as suas sardas nas costas e todas as ondas lá embaixo – quando eu lhe dizia suavidades neste meu canto de olhar que não é mudez – e em si tudo é música, quando os olhos se escutam e entendem-se dentro, quando um olhar mora dentro um do outro, moradia cálida, sutilezas em focos de lumes que se entrelaçam, iluminando-se e junto clareando os caminhos, quando o amor torna-se além e contagia a natureza com a sua claridade...já tentou pintar o rosto do mar?e dizer o ruído das folhas?e apalpar o sentido de um vento? caminhos emoldurados de encantos, nossos passos desenhando versos, rastros que deixam poesia no percurso rente às águas, um rumo de sutis belezas pincelando sonhos, tão nossos, tão livres, e a minha prece pra que você fique, até não saber mais partir sem mim...

8 comentários:

Darlan disse...

Encantador! O texto é de uma beleza ímpar!, trouxe-me à lembrança a música Acrilic on Canvas, que adoro!

"e a minha prece pra que você fique, até não saber mais partir sem mim..."

perfeito! Tradução do que pensamos ser impossivel de se dizer.

Rozzana disse...

Meu Deus... eu não tenho palavras.
Você é sempre perfeito. Te amo, Clóvis.

SAMANTHA ABREU disse...

isso é poesia em prosa.
coisa para poucos.

Parabéns!
Um Beijo!

alex pinheiro disse...

De quando temos alguém que se esqueceu da auto-suficiência,,, da entrega simultânea e do cheiro quente que o verão deixa fluir arrebatando corpos... Belo, Clóvis...

Abraços e prostradas invenções!

Nana disse...

Eu não te disse que cedo ou tarde apareceria aqui?
Sim, eu li esse post. Pra variar, amei!
Você é muito sensível, muito querido, muito lindo!

Saudade e doida pra ler o máximo que eu puder...

Beijos!

P.S.: Continuo ansiosa por te ver por essas bandas!
;)

Marla de Queiroz disse...

Ah, meu menino...
Vc e suas perfeições cheias de ritmo.

Sou fã.

samia disse...

e a minha prece pra que você fique, até não saber mais partir sem mim...



fechou perfeitamente

naruna freitas disse...

Nova por aqui... vou acatar a tua opinião. Vou de vestido mais leve e claro...rsrsrsrs.
A gente se conhece de algum lugar?
beijo