terça-feira, setembro 18

...

Para Paula Berbert,
(quase) sob encomenda.


Cheguei quase lá mas fui ao menos
e disse mais ou menos que te quero
da próxima vez te falo sem receios
sobre o mar o amar o amargo
e o amarelo
Porque ninguém entende a minha forma de dizer te quero
porque ninguém entende a minha forma de dizer
porque ninguém entende a minha forma
porque ninguém entende
porque ninguém
por que?

6 comentários:

Paula disse...

Caralho, vou morrer. Mas sério: você fez pra mim, mesmo sem saber. E eu te amo muito.

SAMANTHA ABREU disse...

Cara!
isso ficou lindo demais!
lindo demais!

um beijo!

Van disse...

PERFEITO!

Beijuca

Pedro Pan disse...

, a estética me remeteu a "bat macumba" dos mutantes e "júlia/moreno" do caetano...
, abraços meus.

Felipe Dib Boufflers disse...

nossa, bonito xD

alex pinheiro disse...

Belo momento Clóvis,,, mto bom...
Sem receios,,, fora que o amarelo é mesmo mágico,,, Belo momento Clóvis!!!
Saída inteligente pra fugir do clichê, embora o amor seja mesmo "clichado", rs

Abraços e tocantes invenções!